Artigos

Life After the Trade War

No dia 15 de março, o CEBRI realizou a palestra "Life After The Trade War", proferida por Arthur R. Kroeber, que discutiu os rumos possíveis da contenda comercial entre Estados Unidos e China para a economia e a política em ambos os países. O debate foi presidido pelo Presidente do Conselho Curador do CEBRI, José Pio Borges, e ocorreu em parceria com a Casa das Garças, sede do evento.

A expectativa é de que haja um acordo ainda no primeiro semestre deste ano, dado o peso político de uma negociação positiva tanto para os governos de Donald Trump como de Xi Jinping na obtenção de entendimentos. Porém, há indicativos de que tais consensos não abranjam toda a pauta de reivindicações tanto de um lado quanto de outro, especialmente porque o embate envolve também questões relativas à corrida tecnológica que disputam e o acesso ao mercado chinês.

Neste contexto, afirma Kroeber, é imprescindível que os demais países mantenham boas relações tanto com os EUA quanto com a China sem optar por quaisquer preferências, pois ambos são parceiros em temas que envolvem desde negócios, investimentos a trocas de tecnologia, conhecimento, entre outros. 
De acordo com as discussões, a previsão é de que as disputas envolvendo Washington e Beijing sejam duradouras. O detalhamento da discussão integra o conteúdo desta edição do Breaking News.

Compartilhe

No dia 15 de março, o CEBRI realizou a palestra "Life After The Trade War", proferida por Arthur R. Kroeber, que discutiu os rumos possíveis da contenda comercial entre Estados Unidos e China para a economia e a política em ambos os países. O debate foi presidido pelo Presidente do Conselho Curador do CEBRI, José Pio Borges, e ocorreu em parceria com a Casa das Garças, sede do evento.

A expectativa é de que haja um acordo ainda no primeiro semestre deste ano, dado o peso político de uma negociação positiva tanto para os governos de Donald Trump como de Xi Jinping na obtenção de entendimentos. Porém, há indicativos de que tais consensos não abranjam toda a pauta de reivindicações tanto de um lado quanto de outro, especialmente porque o embate envolve também questões relativas à corrida tecnológica que disputam e o acesso ao mercado chinês.

Neste contexto, afirma Kroeber, é imprescindível que os demais países mantenham boas relações tanto com os EUA quanto com a China sem optar por quaisquer preferências, pois ambos são parceiros em temas que envolvem desde negócios, investimentos a trocas de tecnologia, conhecimento, entre outros. 
De acordo com as discussões, a previsão é de que as disputas envolvendo Washington e Beijing sejam duradouras. O detalhamento da discussão integra o conteúdo desta edição do Breaking News.

Participaram dessa publicação

Arthur Kroeber
Especialista em China e Diretor de Pesquisas da Gavekal Dragonomics

Janaína Camara da Silveira
Jornalista, Mestra em Economia e Fundadora do Radar China

José Pio Borges
Presidente do Conselho Curador

Ex-Presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

EVENTO DA PUBLICAÇÃO

MAIS DO NÚCLEO

TEMAS RELACIONADOS