Version EnglishENGLISH VERSION

O Setor de Serviços Financeiros no Contexto das Negociações Comerciais Internacionais

01/11/2004

Imagem do palestrante

Mário Marconini

 

As negociações comerciais têm ocupado um lugar de destaque nas discussões sobre a política externa brasileira. A importância do tema deve-se à presença do País em vários processos de negociação. A Rodada de Doha, que ocorre no âmbito da Organização Mundial do Comércio (OMC), é a nona rodada de negociações do sistema multilateral de comércio desde os anos 40, a primeira desde a criação da OMC em 1995, envolvendo 147 países e virtualmente todos os temas que de alguma forma têm a ver com o comércio internacional. O Brasil tem assumido um papel relevante nessas discussões, tornando-se um dos líderes de um bloco de países em desenvolvimento, o G-20, e um dos principais atores das negociações. No âmbito regional, as atenções estão voltadas para a formação da Área de Livre Comércio das Américas (ALCA), que reunirá 34 países das Américas e Caribe e onde se pretende levar a liberalização além do nível alcançado nas negociações multilaterais. Há também as negociações bi-regionais entre o Mercado Comum do Cone Sul (MERCOSUL) e a União Européia, cujo objetivo é a conclusão de um acordo de associação entre os dois blocos.



Centro Brasileiro de Relações Internacionais