Version EnglishENGLISH VERSION

O Brasil e a Não-Proliferação

18/10/2011

Imagem do palestrante

Marcos de Azambuja

Membro do Conselho Curador, CEBRI

O fato de o Brasil não ter armas nucleares se deve a um conjunto de circunstâncias que talvez convenha, desde logo, listar. Em primeiro lugar faltaram sempre ao Brasil os alvos para as armas que viesse a desenvolver. O outro lado da moeda é que também não temíamos ações agressivas de reais ou potenciais adversários. Mesmo a rivalidade com a Argentina nunca foi tão intensa a ponto de permitir que se criassem, com credibilidade, cenários em que os dois países pudessem chegar a um enfrentamento com armas nucleares ou precisassem de um arsenal nuclear para dissuadir o outro de realizar tal ataque.



Centro Brasileiro de Relações Internacionais