Version EnglishENGLISH VERSION

A Globalização, algumas de suas consequências, alternativas e caminhos para o Brasil

01/09/2008

Imagem do palestrante

Rodrigo Rocha Coutinho

Consultor de Empresas

O termo globalização surge nas décadas de 1970 e 1980 para designar um complexo de processos e de forças de mudança atuantes em escala global, que atravessam fronteiras nacionais impulsionados pela evolução do comércio internacional e pelo desenvolvimento de novas tecnologias ao longo do século XX. Ao longo do processo, as empresas começam a transpassar as fronteiras nacionais de produção e de comercialização de bens e produtos, transformando-se em multinacionais, em um primeiro momento, e em transnacionais, em um segundo momento; e tornando-se tão grandes e influentes que se começa a discutir as suas consequências para os diferentes Estados nacionais. Diante desse cenário, questiona-se o papel do Estado, que perde seu caráter centralizador, passando do sentido absoluto de Estado-Nação, que até então tinha, para se tornar mais um player no mercado. Contudo, não diminui sua importância como gerenciador de políticas e de definições estratégicas, papéis fundamentais que continuam a lhe caber. No contexto atual de globalização, que é irreversível, e do qual é possível auferir benefícios – dependendo da forma como o país se insere no processo – sugerimos, neste trabalho, algumas alternativas de políticas econômicas e/ou sociais diferenciadas que merecem uma maior reflexão por parte do governo brasileiro, a partir de um estudo mais aprofundado de algumas estratégias diferenciadas de inserção no mercado global adotadas por alguns países, como a China, o Chile e a Rússia. Cabe enfatizar aqui, no entanto, que, apesar dos exemplos bem sucedidos – como o da China e do Chile – ou não – como o da Rússia – apresentados aqui, não há um modelo ideal e acabado a ser aplicado no Brasil. Estes são apenas, a nosso ver, exemplos de caminhos e de alternativas possíveis, que devem ser estudados com maior atenção para, eventualmente, serem adaptados à realidade brasileira ou evitados, na busca de uma inserção mais efetiva e eficaz de nosso país nesse processo de globalização.



Centro Brasileiro de Relações Internacionais