Version EnglishENGLISH VERSION

Conheça os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

02/02/2015

Em dezembro de 2014, o secretário geral da ONU, Ban Ki-Moon, apresentou a síntese do relatório O caminho para a dignidade até 2030: acabando com a pobreza, transformando todas as vidas e protegendo o planeta. O documento é resultado dos esforços de um grupo de trabalho criado ao final da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20) para elaborar um conjunto de metas que pudessem orientar as discussões, além de ajudar a definir um plano de ação para a agenda pós-2015, ano em que expira o prazo dos países em desenvolvimento para alcançarem os Objetivos do Desenvolvimento do Milênio (ODM, 2000).

Após a apresentação deste relatório, o próximo passo para as negociações formais em torno dos ODS acontecerão em uma série de reuniões esperadas para o início de 2015. Estes deverão culminar, em um primeiro momento, na 3ª Conferência Internacional sobre Financiamento do Desenvolvimento, na Etiópia, em julho de 2015. E, em setembro do mesmo ano, deverá ocorrer a Cúpula dos Chefes de Estado para definir, enfim, a nova agenda de desenvolvimento pós-2015.

Do projeto divulgado pelo grupo de trabalho, constam 17 objetivos e 169 alvos de atuação. Os primeiros 16 objetivos identificam áreas de atuação prioritária, sem retroceder em relação a tudo o que havia sido estabelecido pelos ODM. Já o alvo final, de número 17, prevê mecanismos que possibilitem a concretização das metas anteriores, incluindo questões relacionadas a finanças, captação, parcerias, tecnologia, levantamento de dados e comércio.

As duas principais diferenças entre os ODM e os ODS são, por um lado, a finalidade, e, por outro, a escala das metas. Reconhecendo que nenhum dos países membros da ONU avançaram significativamente no combate à crise ambiental e á garantia de um meio ambiente saudável para a vida humana, busca-se, com a agenda pós-2015, enfatizar o critério da sustentabilidade, promovendo o equilíbrio das dimensões econômica, ambiental e social e o uso eficiente dos recursos naturais. Da mesma forma, os reveses econômicos pelos quais têm passado nações em todo o mundo, chamaram a atenção sobre os desafios socioeconômicos pertinentes tanto a países desenvolvidos, quanto aos em desenvolvimento. Estes últimos constituíam o foco principal dos ODM, alargando-se, recentemente, para abranger também os primeiros.

Considerando que a informação é um aspecto fundamental para a transformação do mundo na direção do futuro que queremos, durante todo o mês de fevereiro o CEBRI irá apresentar na sua página do Facebook, um por um, os novos objetivos que compõem a agenda pós-2015, visando a práticas justas e ambientalmente sustentáveis. Acompanhe e conheça um pouco mais dos ODS com a gente!



Centro Brasileiro de Relações Internacionais